(51) 3333-4670

Em um mundo repleto de tecnologia por todos os lados, a pergunta que não quer calar é: toda essa tecnologia está mudando a vida das crianças para melhor ou pior? Como seu filho pode aproveitar a tecnologia sem cair em suas armadilhas? Veja algumas dicas de como lidar com a questão da tecnoloqia até a adolescência

 

CRIANÇAS: SUPERVISÃO CONSTANTE

 

Não existe uma idade ideal para dar um celular, computador ou tablet ao seu filho. Isso vai depender dos seus objetivos e dos valores da sua família. Mas se você permitir o acesso à tecnologia mais cedo, é importante ter regras pré-estabelecidas de uso destes recursos pelas crianças.

 

Use o controle que as próprias operadoras oferecem ou softwares de controle parenta I para limitar as horas de uso, ficar de olho em possíveis praticantes de cyberbullying e limitar os aplicativos aos quais seu filho tem acesso. Ensine em quais sites ele pode ou não mexer.

 

Quanto à televisão, videogame e jogos de computador, uma boa dica é deixar esses dispositivos na sala de estar, onde todos possam ver o que a criança está assistindo e jogando - e, quem sabe, assistir e jogar junto.

 

PRÉ-ADOLESCENTES: A VIDA LONGE DA TELA

 

Os pais devem entender que as coisas não mudaram muito por causa da tecnologia: na pré-adolescência, as pessoas continuam querendo se encaixar em grupos. O caso é que, agora, a popularidade depende de likes e comentários nas redes sociais.

 

Em uma idade em que apenas proibições param de funcionar, porque eles aprendem a burlar sistemas de controle muito rápido, é importante que os pais orientem seus filhos sobre os perigos que podem surgir nas redes - desde assediadores até problemas de autoestima e insegurança.

 

Participar das redes sociais com seus filhos é uma boa iniciativa. Mas também é importante lembrá-los do mundo lá fora. E a melhor forma de fazer isso é estabelecer um dia, ou algumas horas, sem computadores, celulares ou dispositivos. Não só para o pré-adolescente: para toda a família!

 

Aproveitem para praticar um esporte, criar algo manualmente ou curtir um dia ao ar livre.

 

ADOLESCENTES: A IMPORTÂNCIA DA HORA DE DORMIR

 

Quando falamos de adolescentes, o maior problema é o uso excessivo de celular, tablets e computadores, reduzindo inclusive a quantidade e a qualidade do sono. E isso afeta diversos outros fatores, como a capacidade de concentração, o humor, o rendimento escolar e a memória.

 

A melhor dica é explicar as consequências disso tudo para o adolescente e ensinar pelo exemplo: se ele tem um toque de recolher para o uso da internet, você também deve ter. Que tal desligar o Wi-Fi de casa todos os dias em um determinado horário? Ou ter um lugar específico na sala para deixar os celulares antes de ir dormir?

 

A tecnologia pode ser de grande ajuda para crianças, pré-adolescentes e adolescentes. Ela serve tanto como instrumento de pesquisa e aprendizado quanto como meio de comunicação. O importante é que os pais saibam controlar seu uso e ensinar os filhos a navegar por suas páginas com segurança.

 

Fonte: HEMOCORD MAGAZINE | 2018-2019

 

Arquivo do Blog