(51) 3333-4670
banneral banneral2 banneral3

Dormir bem repõe energias, garante bom desempenho nas tarefas cotidianas e traz benefícios à saúde. O sono é uma necessidade biológica, e uma função essencial para o cérebro. É o repouso necessário para o cérebro processar informações, armazenar memórias, estimular o raciocínio. Durante o sono, nosso metabolismo relaxa, se recupera, revitaliza e nos coloca em forma para enfrentar a vida com mais qualidade.

 

Todos nós queremos, e precisamos, dormir bem. Mas nem sempre é o que acontece. Hoje, 40% da população tem alguma queixa em relação ao sono, e, na verdade, a população adulta dorme menos – e mal.

 

Conforme o neurologista André Luiz Rodrigues Palmeira, já não é uma verdade absoluta que é preciso dormir 8 horas por dia. “É uma questão pessoal, e durante a vida nosso ciclo de sono e necessidade de dormir vão se alterando”. Por exemplo, crianças dormem mais do que idosos, e as horas de sono necessárias variam de pessoa para pessoa. “O importante é conhecer e respeitar seu ciclo, e ter um sono de qualidade, de forma a acordar bem disposto e ter um bom desempenho pessoal e profissional”, argumenta o neurologista.

 

O fato é que, na vida moderna, o estresse, as preocupações, o sedentarismo, o ritmo de vida competitivo e o excesso do uso de tecnologias podem afetar a qualidade do sono. Por outro lado, explica o médico que a falta de um sono reparador pode gerar problemas cardiovasculares, endócrinos, dores crônicas, dificuldades de concentração e irritabilidade, entre outros.

 

Distúrbios do sono

 

Porém, mesmo se, após corrigindo os maus hábitos, os problemas de sono persistirem, é hora de procurar um médico. “Insônia recorrente pode levar à ansiedade e depressão, e é um sintoma que merece ser investigado”, garante o neurologista André Palmeira. Outros distúrbios como apneia obstrutiva do sono, a síndrome das pernas inquietas (desconforto nos membros inferiores) ou interrupção do sono várias vezes durante a noite também podem indicar problemas de fundo neurológico. Da mesma forma, a sonolência excessiva também é um alerta para procurar um especialista.

 

Como conseguir uma boa noite de sono?

 

Adotar hábitos mais saudáveis, com pequenas mudanças de vida, pode trazer resultados compensadores. “Na verdade, a maior parte das queixas em relação ao sono vem de pessoas que não conseguem se desconectar”, afirma Palmeira. “Isto está ligado a hábitos cotidianos que são fáceis de mudar”, garante.

 

Veja as dicas:

 

  • Evite cochilos durante o dia, e procure manter o mesmo horário para ir dormir.
  • Evite ver televisão, navegar pela internet ou jogos eletrônicos na cama.
  • Deixe o quarto com temperatura agradável e sem excesso de luz.
  • Faça atividades físicas regularmente.
  • Evite bebidas alcóolicas, chás, cafés e refrigerantes antes de dormir. Prefira alimentos leves à noite.
  • Um copo de leite morno e chás tranquilizantes também auxiliam a chegada do sono.

 

Fonte: Revista HED

 

 

 

 

SOBRE a MÉDICA

Possui graduação em Medicina pela Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (1993) e especialização profissional em...

A CLÍNICA

Av. Goethe, 21 conj. 604 - Moinhos de Vento | Próximo ao Parcão | Aceitamos...

DOWNLOADS

BAIXAR